O Bitcoin está no seu 4º Bull Market? Confira o compilado das histórias incríveis do Bitcoin.

Dia 26 de outubro de 2019, sem dúvida nenhuma, foi um marco importante na história do Bitcoin.

Voltando 3 dias, em 23 de outubro, o Bitcoin despencou US$ 500 em menos de quinze minutos e atingiu seu menor preço desde o dia 5 de junho, quando foi negociado a US$ 7.455.

No entanto, logo no dia 26, o preço do Bitcoin obteve uma robusta reversão para US$ 10.017, uma valorização de 34,36%, devido ao anúncio oficial do governo chinês sobre o suporte do país ao desenvolvimento de tecnologias blockchain.

Fortíssimas quedas e subidas em 3 dias. Será que o 4o Bull Market do Bitcoin vai chegar?

Vamos encontrar a resposta no resumo abaixo das histórias do Bitcoin.

2009-2011: Nascimento

  • 31 de outubro de 2009, Satoshi Nakamoto publicou o whitepaper do Bitcoin.
  • 21 de maio de 2010, a primeira transação pública em Bitcoin foi realizada, uma entrega de 2 pizzas por 10.000 BTC, quando a cotação da moeda era de US$ 0,0025.

2011: 1° Bull Market

Período: fevereiro de 2011 a junho de 2011

Marco:

  • O Bitcoin foi negociado ao equivalente a US$ 1 pela primeira vez em fevereiro de 2011, chamando atenção da mídia global.

Maior alta atingida: +3.000%, cotado a US$ 31,9 em junho de 2011.

Término: 750.000 BTC foram roubados da exchange Mt.Gox em junho de 2011.

2013: 2° Bull Market

Período: janeiro de 2013 a dezembro de 2013

Marcos:

  • Na 1ª metade de 2013, o governo do Chipre aumentou impostos devido à crise bancária, tornando o Bitcoin mais procurado no país.
  • Já na 2ª metade do ano, vários países europeus começaram a reconhecer a legitimidade do Bitcoin.

Maior alta alcançada: +2.186%, superando a cotação do ouro dos US$ 1163 em 30 de novembro.

Término: O banco central da China baniu o Bitcoin em dezembro de 2013.

2014 – 2015: Momentos difíceis

Período: janeiro de 2014 a dezembro de 2015

Marcos:

  • MT.Gox, a maior exchange do mundo, sofreu um roubo novamente e entrou com pedido de falência.
  • Autoridades americanas apreenderam os Bitcoins do site Silk Road que operava na “deep web”.
  • A Rússia proibiu o uso do Bitcoin no país.

Maior queda registrada: 77,91%, caindo dos US$ 960 aos US$ 212.

2016: Recuperação

Período: janeiro de 2016 a dezembro de 2016

Marcos: 

  • O Bitcoin tornou-se cada vez mais procurado como reserva financeira devido à instabilidade política e econômica global, como a saída do Reino Unida da União Europeia e a presidência de Donald Trump.
  • Com o 2o halving do Bitcoin, que reduziu a recompensa da mineração em metade, a produção da moeda diminuiu.

Maior alta atingida: 149,72%, subindo dos US$ 366 para US$ 917.

2017: O 3° Bull Market

Período: janeiro de 2017 a dezembro de 2017

Marcos:

  • A Coinbase adquiriu a licença de operação em janeiro.
  • O Japão declarou a aceitação do Bitcoin como meio de pagamento em abril.
  • Em junho, a primeira licença de operação dos contratos futuros em Bitcoin foi emitida nos Estados Unidos.
  • Em dezembro, o primeiro contrato futuro de Bitcoin foi listado pela CBOE, bolsa de Chicago.

Maior alta atingida: 1.951,71%, subindo dos US$ 963 para US$ 19.758.

Término: Como vários países tais como a China, a Coreia do Sul e a Rússia, fecharam o cerco para as ICO (Oferta Inicial de Moedas), a alta do mercado se recuou.

2018: Inverno

Período: janeiro de 2018 a dezembro de 2018.

Marcos:

  • A exchange Binance foi furtada em março.
  • Google, Twitter e Facebook proibiram anúncios relacionados a criptomoedas em abril.
  • Em novembro, uma divisão do Bitcoin Cash foi provocada pelas discordâncias na comunidade sobre sua capacidade de computação.
  • Em dezembro, grandes empresas como Huobi, ConsenSys e Bitmain resolvera demitir um grande número de funcionários.

Maior queda registrada: 81%, caindo dos US$ 17.527 para US$ 3.259.

2019: O 4o Bull Market?

Período: Início do ano até agora

Marcos:

  • O Bitcoin é destacado com reserva financeira perante a guerra comercial entre a China e os Estados Unidos.
  • A Bakket estreou negociação de contratos futuros em Bitcoin com entregas físicas.
  • A Facebook anunciou o plano de lançar sua própria cripto, a Libra.
  • Em outubro, o governo chinês anunciou oficialmente suporte ao desenvolvimento de blockchain do país.

Maior alta alcançada: 300%, subindo dos US$ 3.418 para US$ 13.682. O preço atual é 148% maior que o preço do início do ano.

Resumo

3 caraterísticas do desempenho do Bitcoin podem ser encontradas durante a análise dos dados históricos.

Posicionamento e regulamentação dos países mais poderosos podem influenciar o cenário do mercado de forma significativa

Exemplos:

Atitudes positivas ao Bitcoin resultaram no Bull Market do ano 2013 e do ano 2017.

Restrições rigorosas deixaram o mercado em baixa em 2014, 2015 e 2018.

Segurança de operação é outro fator essencial que pode influenciar a confiança dos investidores, deixando o mercado em alta ou em baixa.

Exemplos:

Furtos de Bitcoins nas grandes exchanges internacionais deixaram muitos investidores com o pé atrás, resultando no término do Bull Market de 2011 e início do Bear Market em 2014 e em 2018.

Instabilidade política e econômica global torna o Bitcoin uma alternativa cada vez mais procurada para minimizar risco

O cenário atual do Bitcoin já possui duas das características:

  • Posicionamento positivo: O governo chinês declarou suporte ao blockchain e Bakket é autorizada pelas autoridades americanas para oferecer futuros com entregas físicas.
  • Instabilidade global: Bitcoin se torna uma ótima escolha de reserva financeira durante a guerra comercial entre a China e os Estados Unidos.

Os 3 primeiros Bull Market do Bitcoin já obtiveram altas de 3.000%, 2.186% e 1.951,71% respetivamente. Será que já entramos no 4o Bull Market?


Será essa a última chance de compra com preço baixo? Destaques de BTC, BCH e ETH nos próximos meses.


Tags: #altcoin #comprar TRON #bitcoin #stop-limit #valorização #comprar BTT #comprar XRP #comprar ADA #comprar EOS #comprar bitcoin #bull narket

 

Compartilhar

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas