Ondas Elliott — O Que É e Como Utilizá-las Para Lucrar Mais

As ondas Elliot são ótimas estratégias de análise do mercado financeiro para quem deseja obter mais lucros e se tornar um investidor que consegue bons negócios. Afinal, os ativos econômicos passam por algumas mutações dentro de fases cíclicas e é preciso compreender quando é o melhor momento para comprar ou vender.

Quer entender como funciona essa forma de avaliação do panorama geral de seus ativos e como usá-lo em suas estratégias de investimentos? Então veja só as dicas que a NovaDAX selecionou para você!

O que são as Ondas Elliott?

As ondas Elliot foram desenvolvidas por Ralph Nelson Elliott entre os anos 1930 e 1940. Essa teoria teve como objetivo provar que as oscilações do mercado financeiro, quando vistas por meio de análise de gráficos, formam padrões geométricos perfeitos — conhecidos como fractais.

Essas formas seriam geradas por meio do comportamento emocional das pessoas que controlam e investem no sistema. Desta maneira, sendo as tendências cíclicas e seguindo uma regra matemática, seria muito mais fácil prever quando é um momento favorável para compra ou venda e quando não.

Isso porque, segundo o teórico, as emoções surgem antes das ações. Para ele, o psicológico do ser humano está diretamente relacionado à forma como ele consome, gerando efeitos diretos na precificação.

Com esse princípio, foi possível desenvolver técnicas de investimento das ondas Elliott que trazem mais lucros aos que apostam nessas ações. Afinal, ao conhecer o padrão geométrico, é possível entender como o mercado irá se comportar nos próximos períodos.

Junto à teoria de Dow, é uma das formas mais importantes de os investidores interpretarem as movimentações financeiras.

Como funcionam esses padrões?

As ondas Elliott mostram oito estágios da análise de gráficos — conhecidos como 12345abc:

  • 1: euforia: o ativo começa a subir;
  • 2: medo: há uma baixa que faz o valor voltar a ser similar ao de antes;
  • 3: euforia: novamente há uma alta, dessa vez mais expressiva;
  • 4: medo: há receio, mas a queda não é tão brusca;
  • 5: ápice de euforia: o mais alto valor atingido no gráfico;
  • a, b e c: representam uma queda, uma pequena alta e uma grande queda, que caracteriza o ápice do medo.

Depois de chegar no c, o ativo estará sujeito a começar o ciclo 12345abc novamente. Assim, ao buscar um investimento, é possível encontrar em qual estágio ele está para fazer previsões para o futuro financeiro.

Gostou de entender como funcionam as ondas Elliott? Então não deixe de ler mais artigos aqui na NovaDAX!

 

Compartilhar

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas