Indicador MACD — Avalie Tendências e Invista Com Mais Precisão

Dedicar-se a compreender o funcionamento do mercado financeiro depende de muita observação e conhecimento das melhores formas de analisar a situação atual e as tendências para as próximas temporadas. Por conta disso, é imprescindível entender como funciona o indicador MACD e quais os tipos de informações que ele pode fornecer.

Assim, você conseguirá fazer investimentos de forma mais precisa e com maior segurança em suas escolhas. Confira o que precisa saber sobre esse assunto!

O que é o indicador MACD e como usá-lo?

O indicador MACD recebe esse nome pois a sigla representa o termo em inglês Moving Average Convergence Divergence — em português, conhecido como Convergência e Divergência de Médias Móveis.

Esta é uma das melhores formas de fazer uma análise de gráficos de forma técnicas, uma vez que seu funcionamento se dá por meio de dois elementos principais:

  • média móvel exponencial de 26 dias;
  • média móvel exponencial de 12 dias. 

Segundo o indicador MACD, quando ambas as médias estão próximas, há uma tendência de convergência. No caso contrário, com os valores distanciados, a tendência avaliada é de divergência. Quando gerada a média, será formada a métrica do indicador MACD, correspondente aos últimos nove dias.

Identificando as tendências

Afinal, como identificar quais são as tendências de mercado mostradas no gráfico da MACD? A resposta é simples e basta fazer alguns cálculos.

O valor da subtração de a média de 26 dias pela de 12 deve ser de resultado próximo ao zero. Desta forma, é possível observar dois cenários:

  • maior que zero: média de 12 dias maior que a de 26, ou seja, o mercado está mais favorável — no jargão popular da economia, significa que é um bull market;
  • menor que zero: média de 26 dias maior que a de 12, ou seja, há um declínio no mercado — ou seja, bear market.

Linha de sinalização

A linha de sinalização acompanha a de 9 dias, revelando uma outra tendência de mercado muito importante:

  • sinais de baixa: acontece quando a linha da MACD fica para baixo da linha de sinalização;
  • sinais de alta: ocorre o inverso, com a MACD terminando acima da sinalização;
  • sinais de cruzamento: nesse caso, ambas as linhas se tocam e, geralmente, indicam que haverá uma troca de tendências.

Gostou de entender como avaliar as tendências com o indicador MACD? Então confira outros artigos aqui no blog da NovaDAX!

Share

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas