Mundo Cripto | Usabilidade vs Especulação

Mundo Cripto |Usabilidade vs Especulação

Temos ouvido recentemente, por todo o lado, que “a tecnologia blockchain é revolucionária”. Em qualquer site de notícias ou finanças hoje em dia se lê que “as criptomoedas vão mudar a forma como fazemos negócios”, ou que “dinheiro em espécie está em extinção”. Lemos análises profissionais, comparações com outros tipos de ativos que mudaram o mundo dos negócios ou a bolsa de valores, previsões miraculosas sobre o preço do Bitcoin em um ano, e por aí vai.

Mas, o quanto disso é verdade? É possível ter alguma ideia de como será a usabilidade das criptomoedas ou da tecnologia blockchain num futuro próximo? Existe algum tipo de indicativo estatístico para isto?

Nos dias de hoje têm sido tão comum ler previsões estrondosas sobre os preços das criptomoedas, que o mundo se acostumou a olhar para moedas digitais e tokens sempre pelo mesmo prisma: preço e volatilidade. Com a alta do Bitcoin em dezembro de 2017, o mundo dos pequenos e grandes investidores entrou em choque com a nova possibilidade de lucros estratosféricos em um mercado tão novo e imaturo.

Quem comprou Bitcoin antes de dezembro de 2017 se deu muito bem no final daquele ano: a moeda sofreu um aumento de quase 1900% de jan a dez. Fonte: facebook.com

O efeito da alta do Bitcoin, e a consequente baixa, teve um lado bom e outro ruim. Por um lado, fez o mundo todo abrir os olhos para as criptomoedas e começar a explorar a tecnologia blockchain com mais afinco e interesse. Mas por outro lado, fez com que todos nós (e eu me incluo aqui) focássemos somente no lado especulativo, e nas promessas de lucros fáceis.

Para uma tecnologia tão disruptiva como a blockchain, é quase uma ofensa que a maioria dos seus usuários estejam a bordo somente pelos lucros, ou para especular com o preço. O próprio Vitalik Buterin, criador do Ethereum (segunda maior criptomoeda do mundo em volume de transações, depois do Bitcoin) já deixou claro sua opinião sobre o foco financeiro das criptomoedas atualmente, e a opinião não é boa.

“Então, hoje a capitalização de mercado das criptomoedas alcançou 0.5 trilhões de dólares. Mas será que nós *merecemos* isto? Para quantas pessoas sem banco nós demos uma conta bancária? Quanto comércio resistente à censura nós habilitamos para pessoas normais? (…) Quantos Venezuelanos foram realmente protegidos da hiperinflação por nós? A resposta para todas estas questões definitivamente não é zero, e em alguns casos até bastante significativa. Mas não o suficiente para $ 0.5 trilhões. Não o suficiente.” Fonte: twitter.com

O foco especulativo nas criptomoedas é uma das grandes razões por trás da alta volatilidade, um dos maiores inimigos para uma maior adoção da tecnologia por pessoas comuns. Pela falta de estabilidade, é muito difícil (de fato, quase impossível) usar criptomoedas para transações normais do dia-a-dia, como ir ao mercado ou pagar contas.

Mas esta não é a única usabilidade possível para as criptomoedas, e definitivamente não é a única para a tecnologia blockchain. Este ano temos visto inúmeros projetos excelentes criando Dapps (Decentralized Applications, ou Aplicações Descentralizadas). Dapps são programas ou aplicativos criados na blockchain, geralmente usando Contratos Inteligentes. Por sua natureza descentralizada, os Dapps são programas autônomos, que não dependem de intervenção humana para funcionarem.

MegaCryptoPolis é um jogo desenvolvido totalmente na blockchain, regido por Contratos Inteligentes autônomos. Um exemplo simples, mas funcional de blockchain e criptomoedas fora do âmbito especulativo.

Fonte: megacryptopolis.com

Existem hoje centenas de projetos muito promissores, que apresentam a blockchain como solução para problemas do dia-a-dia, e o uso das criptomoedas como meio de troca dentro de sistemas que antes precisavam de um intermediário para verificar transações. Nucleus.Vision, Experty, Patron são apenas algumas das companhias com grandes soluções para um dia-a-dia mais fácil, todas construídas na blockchain.

Mas para projetos assim darem certo, é necessária uma mudança no pensamento coletivo sobre as criptomoedas em geral. Precisamos nos desligar do conceito de pura especulação e começar a observar criptomoedas e sua tecnologia por sua natureza de usabilidade e como solucionadora de problemas, e não apenas para gerar lucros.

O próprio criador do Bitcoin, Satoshi Nakamoto, escreveu na apresentação original da criptomoeda que a sua natureza era de facilitar transações entre duas pessoas, sem a necessidade de uma terceira entidade para criar confiança. O Bitcoin foi desenvolvido como um solucionador de problema, e não como um ativo digital a ser especulado.

Fonte: dailymotion.com

A mudança deste paradigma está em nossas mãos, de utilizar as propriedades descentralizadas, transparentes e imutáveis da blockchain como um catalisador de mudanças positivas e necessárias na sociedade, dando menos importância à ganância imediata em prol de um benefício a longo prazo.

Todos nós só teremos a agradecer.

Por Juarez Weiss, usuário da NovaDAX, tradutor de ICOs e projetos Blockchain e administrador do Criptomoedas Brasil

●●●

Se você tiver qualquer dúvida sobre o uso da NovaDAX.com.br, entre em contato conosco por e-mail ou mídias sociais.

Compartilhar

1 Comments

  1. Responder

    Eu amo este artigo e obrigado por compartilhar! Eu realmente acredito na tecnologia blockchain. A última tecnologia que pode fazer o mundo sem fronteiras é a internet. Agora é blockchain e crypto.

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas